Entrevista – Órama Facilita Acesso de Pequenos Investidores a Fundos Exclusivos

Posted on novembro 1, 2011. Filed under: Comentários diários |

Caros leitores,

Há alguns meses a DTVM Órama lançou no Brasil um conceito inovador de acesso a Fundos de Investimento. Com uma engenharia financeira inteligente, a Órama consegue tornar acessíveis a pequenos investidores Fundos que, antes, só poderiam ser acessados com valores superiores a R$ 300.000 de aporte inicial.

Para compreender um pouco mais do conceito e da estratégia da DTVM, o INI recebeu para uma entrevista Guilherme Horn, CEO da Órama. Leia a seguir (a Órama indicou alguns vídeos para complementar as respostas):

INI: Guilherme, de onde surgiu a ideia de criar a Órama?

Guilherme Horn: É antigo o nosso desejo de democratizar o mercado de Fundos de Investimento no Brasil. Ao fundarmos a Ágora, que foi durante quase uma década a maior corretora do país, percebemos que a internet é um meio muito poderoso pra prover acesso. Por isso, queremos reeditar essa trajetória de sucesso criando um acesso imediato entre o pequeno investidor e os Fundos de Investimento mais exclusivos do país.

Afinal, com uma aplicação inicial de R$ 5 mil fica muito mais fácil investir em Fundos de Gestores Independentes, que normalmente possuem uma aplicação inicial de R$ 50 mil a R$ 500 mil.

Veja Guilherme falando sobre a Órama AQUI.

INI: Qual o significado da palavra “Órama”?

GH: Órama significa “visão” em grego. Escolhemos esse nome porque nos propomos justamente a oferecer para o investidor novas visões para alcançar progresso em seus investimentos.

INI: Como a Órama consegue dar acesso a Fundos exclusivos, com aportes bem menores do que a exigência inicial desses veículos? Qual a engenharia financeira por trás dessa estratégia?

GH: Como dito anteriormente, a Órama oferece acesso aos Fundos de Investimento mais exclusivos do mercado com uma aplicação inicial de apenas R$ 5 mil.

Os Fundos Órama são FIC’s, ou seja, Fundo de Investimento em cotas de outro Fundo, que chamamos de Fundo Alvo. Os Fundos Alvo são Fundos de Gestores Independentes em que os Fundos Órama aplicam de 95% a 100% de seu patrimônio. Por isso nossos Fundos possuem a rentabilidade muito próxima a desses Fundos tão exclusivos.

Para entender em mais detalhes, sugiro assistir aos vídeos nos links abaixo:

http://www.youtube.com/user/oramainvest/?utm_source=ini&utm_medium=entrevista&utm_campaign=agora+e+orama

http://www.youtube.com/user/oramainvest#p/c/61AE6DD940B3E33E/2/kEDXvtcBUWA

INI: Quais os Gestores Independentes e quais os Fundos exclusivos oferecidos pela Órama são mais procurados pelos investidores?

GH: Temos Gestoras como a Gávea, do ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga, ou a JGP, de André Jakurski – um dos fundadores do Pactual. Além disso, estão presentes nomes como BBM, Quest, BTG Pactual, Investidor Profissional (IP), Rio Bravo, BNY Mellon ARX, Claritas, Opportunity, GAP, Kondor, Kadima, SDA e SPX. De uma forma geral a procura está sendo bem equilibrada. Como distribuímos Fundos de Ações e Fundos Multimercado com características distintas, isso prova que nosso público é bastante heterogêneo, com o investidor do mais agressivo ao mais conservador.

INI: Entendemos que esse conceito pouco conhecido aqui no Brasil. A Órama tem algum concorrente direto nesse nicho?

GH: A Órama não possui concorrentes diretos, pois nenhuma outra empresa oferece o que nós oferecemos e da maneira que oferecemos. Este é um modelo que já funciona muito bem em outros países e que estamos trazendo para o Brasil.

INI: Como é o mercado de Fundos no exterior?

GH: Lá fora, Fundos de Investimento são produtos bastante disseminados. Nos Estados Unidos 45% das famílias investem em Fundos, enquanto que aqui no Brasil este número cai para 2%. Além disso, nos EUA mais de 80% desses Fundos são de Gestores Independentes (instituições não ligadas a Bancos), aqui este número representa 15% deste total. Uma explicação para isso são os altos valores da aplicação inicial – com a Órama isto já não é mais uma barreira ao investidor.

INI: Quais as vantagens de se investir em Fundos?

GH: Uma das grandes vantagens de se investir em Fundos é a comodidade, principalmente para o pequeno investidor, que conta com especialistas para fazer a gestão de seus recursos, avaliando detalhadamente o risco de cada operação e suas possibilidades de retorno. Além disso, através de Fundos, o investidor pode aplicar em vários ativos do mercado financeiro com um único investimento, permitindo o acesso a melhores condições de mercado com menores custos. Entenda melhor sobre Fundos de Investimento clicando AQUI.

INI: Na prática, qual seria a diferença entre investir via Órama ou através das próprias Gestoras Independentes? Há outros custos envolvidos?

GH: A diferença está na aplicação inicial. Se o investidor for aplicar diretamente nos Fundos das Gestoras Independentes ele teria que desembolsar valores que podem chegar até R$500 mil, enquanto que na Órama esta aplicação inicial é de R$ 5 mil.

Por serem FIC’s (Fundo de Investimento em cotas de outro Fundo), os Fundos Órama investem de 95% a 100% de seu patrimônio nesses Fundos (que chamamos de Fundo Alvo), praticamente replicando sua rentabilidade. Além da taxa cobrada pelo Fundo Alvo, cobramos uma taxa de administração de apenas 0,6%. Ou seja, se o investidor aplicar R$ 5 mil, esta taxa representa cerca de R$ 30,00 por ano.

INI: Além da redução das barreiras financeiras, que outras facilidades a Órama traz aos interessados em criar sua própria carteira de Fundos?

GH: Nós oferecemos ferramentas de análise, comparação e simulação para auxiliar o investidor a montar a sua carteira de Fundos. Temos ainda uma área multimídia com vídeo dos próprios gestores explicando as estratégias dos Fundos e suas performances mensais, além de uma área educacional que se propõe a ajudar o investidor a entender melhor sobre este produto. É importante destacar que oferecemos todo o nosso serviço de forma online, conferindo rapidez e agilidade para o cliente realizar seus investimentos.

INI: Por fim, o que o interessado deve fazer para começar a investir na Órama?

Para começar, ele deve se cadastrar. É muito simples, não demora mais que 10 minutos. Feito isso, ele enviará seus documentos pelo próprio site e, se estiver tudo certo, em até 4 horas o cadastro já está aprovado. A partir daí, após realizar o teste de perfil do investidor (cerca de 3 minutos), ele já pode escolher os Fundos e aplicar. Acesse www.orama.com.br

Make a Comment

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

8 Respostas to “Entrevista – Órama Facilita Acesso de Pequenos Investidores a Fundos Exclusivos”

RSS Feed for Blog do INI Comments RSS Feed

Prezados,
Estou muito interessado em investiver nos fundos oferecidos pela Órama, mas não consigo cadastrar-me, já tentei diversas vezes mas há um problema: ao clicar no http://www.orama.com.br, de imediato abre uma mensagem informando que meu navegador está desatualizado. Tento baixar a versão que seria a mais atual, conforme o site Órama, mas o windows informa que não pode baixar a versão oferecida, pois a que tenho é a mais atual.

BOA NOITE PORTINHO,

PROCUREI DADOS DA EMPRESA MULTIPLUS (MPLU3) NA TIB MAS NÃO ENCONTREI DADOS ATUALIZADOS (2010/2011).

ALGUMA ORIENTAÇÃO DE COMO PROCEDER?

MUITO OBRIGADO,

MARCELO KASTRUP

Caro Marcelo,
Entre na empresa e clique em CONTROLADOR. Eles não divulgam dados consolidados.
[]
Portinho

Boa Noite Portinho

Ao analisar os Dados da PETR4 na TIB, verifiquei que para os dados consolidados o valor Receita Líquida (R$ mi) está em 183.821,22, porém encontrei o valor de 244.176,14 através do balanço publicado, o valor está correto? como o mesmo foi calculado?
Outra observação é que para os dados comparativos por trimestre ainda não foi atualizado o 4T2011.

Muito Obrigado

Sr. Raphael,
Os valores são recalculados todos os dias com base nas informações disponibilizadas pela CVM.
O valor de R$ 183bi refere-se a receita de controlador e o R$ 244 bi a receita consolidada e é justamente o que a TIB mostra.

O sistema já mostra os dados 4T2011.

Abraços,
Mauro Calil
Gerente Geral

ola gostaria de saber como calcular o PL max e min atraves do TIB;
Seria a Cotação Valor Mercado Mín e a Cotação Valor Mercado Máx (campo: Cotações Ajustadas) dividido pelo LPA (campo: Indicadores Derivados) ?

Oi Mário,
Não. Você precisa pegar o Valor de mercado Máximo e Mínimo e dividir pelo lucro total. É mais seguro e mais correto. O LPA e as cotações têm ajustes diferentes.

obrigado pela resposta equipe INI;
Gostaria de informar que a ELPL4 e PRBC4 estão com os dados defasados no TIB


Where's The Comment Form?

  • Blog do INI

  • novembro 2011
    S T Q Q S S D
    « out   abr »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930  

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: